Stories no Twitter? Entenda a novidade

A empresa lançou uma função de “stories” que se parece muito com a dos concorrentes Instagram e Snapchat – mas já há receios de que ela possa ser usada em excesso.

O anúncio: Na quarta-feira, a empresa anunciou que estava testando “fleets” (stories) no Brasil. São tweets que desaparecem após 24 horas e vivem sua breve existência em uma linha do tempo separada. Em uma série de tweets, o gerente de produto Kayvon Beykpour reconheceu o que todos estávamos pensando: esta é a versão do Twitter do recurso de história do Instagram e do Snapchat. Não é completamente novidade – a empresa vem testando há mais de um ano, de acordo com o The Verge (embora os testes internos fossem supostamente muito secretos).

Como funciona uma “fleet”? Toque no ícone de mais na linha da história, na parte superior do aplicativo, e crie seu tweet (imagens, vídeos e GIFs são um jogo justo, desde que o limite máximo seja de 280 caracteres). Depois de postar, o storie fica por 24 horas para o Twitter ver, junto com os stories dos seus seguidores e pessoas que você segue. Você não pode retweetar um storie, mas pode reagir com emoji; se você sentir vontade de responder com texto, um DM aparece. Caso contrário, 24 horas após ao seu storie, ele desaparecerá.

O Twitter está respondendo às pessoas que desejam que suas mídias sociais sejam menos permanentes. O Twitter não é o único a se interessar por stories; Na semana passada, o LinkedIn anunciou que também iria adicionar uma função de stories à sua plataforma. As histórias oferecem uma maneira mais espontânea e menos organizada de os usuários interagirem, potencialmente limpando tópicos de pensamentos sinuosos – e apelando para jovens que não querem mais que suas postagens fiquem para sempre.

Os efêmeros “fleets” incentivarão o abuso? É muito cedo para dizer, mas é certamente uma preocupação. Tracy Chou, fundadora de uma startup e atualmente testando beta uma ferramenta de assédio no Twitter, diz que o fator de desaparecimento torna “mais difícil coletar evidências ou manter as pessoas responsáveis”.

“Isso já foi um problema na plataforma”, acrescenta ela. “Às vezes, os assediadores são espertos e cuidadosos o suficiente para deixar seus tweets por tempo suficiente para que seus alvos o tenham visto. Então eles excluem as postagens.”


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here